Falar de si mesmo gera prazer no cérebro, afirmam cientistas

Todo mundo conhece alguém que adora falar de si mesmo, contando detalhes da vida pessoal que não interessam a ninguém – principalmente na era das redes sociais. Agora, uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (7) mostra o motivo: falar de si aciona áreas do cérebro ligadas ao prazer.

A pesquisa, feita por Diana Tamir e Jason Mitchell, da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, foi publicada na edição desta semana da revista da Academia Americana de Ciências, a PNAS.

No estudo, um grupo de voluntários foi chamado para ou revelar a própria opinião ou julgar a opinião de uma outra pessoa, dependendo do caso. Tudo isso enquanto seus cérebros eram monitorados.

A dupla de cientistas descobriu que quando os voluntários falavam daquilo que acreditavam, acionavam a área do cérebro responsável pelo prazer sentido após atividades como comer, fazer sexo ou receber um pagamento.

Em uma segunda fase, os participantes tiveram oportunidades diversas para falar de si mesmos em troca de diferentes recompensas financeiras. A maioria abriu mão de ganhar entre 17% e 25% do dinheiro em troca de poder revelar mais informações pessoais.

PORTAL G1

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s