Aluno de 11 anos faz cocô nas calças após ser impedido de ir ao banheiro

Professora impediu menino de sair da sala, segundo BO registrado por avó.
Caso aconteceu em escola estadual de Santa Bárbara d’Oeste na quinta (8).
 
Fachada da delegacia de Santa Bárbara d'Oeste onde professor foi detido (Foto: Thomaz Fernandes/G1)
Caso foi parar no Plantão da Polícia Civil de Santa
Bárbara d’Oeste  (Foto: Thomaz Fernandes/G1)

A avó de um garoto de 11 anos registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil contra a Escola Estadual Professora Gemma, no bairro Parque Rochelle, em Santa Bárbara d’Oeste (SP), depois que o menino foi proibido de ir ao banheiro por uma professora e fez cocô nas calças dentro da sala de aula nesta quinta-feira (8). A costureira de 53 anos é responsável legal pelo neto e contou que ele saiu da escola chorando e com vergonha do que aconteceu.

“Ele já vinha reclamando que a professora não o deixava ir ao banheiro e ontem [quinta-feira] aconteceu o pior. Eu já chorei junto com ele depois disso, ele estava muito assustado e envergonhado. Procurei a escola e informei a direção, depois fui ao Conselho Tutelar e registrei um boletim de ocorrência”, contou a costureira.

O boletim foi registrado no Plantão da Polícia Civil como de “natureza não criminal”, mas a avó explicou que o intuito ao registrá-lo foi obter um registro oficial de que ela apresentou queixas na escola. Sobre o futuro do garoto, a avó afirmou que tem conversado para mantê-lo na instituição. “Seria ruim para ele sair da escola neste momento, no meio do ano. Tenho conversado para que ele não tenha vergonha dos coleguinhas”, completou.

Problema em Piracicaba
A relação professor-aluno também terminou na delegacia em Piracicaba (SP) nesta quarta-feira (7). Uma professora disse que um aluno também de 11 anos se parecia com o vilão Félix, da novela “Amor à Vida”, da Rede Globo. O garoto teria sido alvo de chacota dos colegas de classe e se ofendeu por ser comparado com o personagem gay interpretado pelo ator Mateus Solano.

Resposta do estado
A Secretaria Estadual da Educação informou, por meio da assessoria, que a professora não o deixou ir ao banheiro naquele momento porquê já havia outro aluno no toalete e pediu que ele esperasse. Docente, direção e alunos disseram à supervisão da secretaria que só tiveram conhecimento sobre o problema do aluno no dia seguinte, quando o boletim de ocorrência foi registrado, pois ele não teria avisado a ninguém. A escola tentará apurar o caso e fará uma reunião com a família dele na semana que vem. 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s