Polícia encontra sete bebês mortos em residência americana

schopenhauer

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/04/policia-encontra-sete-bebes-mortos-em-residencia-americana.html

13/04/2014 

Mulher de 39 anos é suspeita de matar recém-nascidos logo após partos.

Corpos foram achados em caixas de papelão, diz ‘Salt Lake Tribune’.

Megan Huntsman, acusada de matar bebês recém-nascidos nos EUA (Foto: AP Photo/Utah County Jail)
Megan Huntsman, 39 anos, acusada de matar sete
bebês  nos EUA (Foto: AP Photo/Utah County Jail)

A polícia do estado americano de Utah encontrou sete bebês mortos na casa de sua mãe, que foi presa, anunciaram autoridades neste domingo (13).

Uma mulher, identificada pela imprensa local como Megan Huntsman, 39, foi conduzida na manhã de domingo à prisão do condado de Utah, acusada de assassinato.

A polícia de Pleasant Grove entrou neste sábado na casa seguindo uma pista, “e avistou o corpo de um recém-nascido, que aparecia em primeiro plano”, segundo um comunicado.

“Com uma ordem de busca, os agentes entraram na casa e encontraram os corpos de outros seis bebês”, em locais diferentes.

Segundo a investigação, Megan deu à luz os bebês em um intervalo de 10 anos, e os matava logo após o parto.

O jornal “Salt Lake Tribune” informou que os corpos de seis bebês estavam em caixas de papelão.

Três filhas de Megan, de 13, 18 e 20 anos, viviam na casa, que pertence aos pais de seu ex-marido, contou uma vizinha ao jornal.

Ainda segundo a vizinha, o ex-marido de Megan foi visto no sábado limpando a garagem e se preparando para retornar à casa.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s