Tempestade

Tomas Tranströmer

308_7979

A tempestade aproxima seus lábios da casa

e assopra para fazer som.

Eu durmo, inquieto, mudo de posição, com os olhos

fechados leio o livro da tempestade.

 

Mas os olhos da criança se arregalam

no escuro e a tempestade choraminga pela criança.

Ambas gostam de ver a lâmpada que oscila.

Ambas estão a meio caminho da linguagem.

 

A tempestade tem mãos e asas infantis 

A caravana se apressa em direção à Lapônia

e a casa sente a constelação de pregos

mantendo as suas paredes juntas.

 

A noite está quieta sobre nosso chão

(onde todos os passos evanescentes

deitam-se como folhas submersas numa lagoa)

mas lá fora a noite é selvagem!

 

Uma tempestade mais grave se move sobre nós.

Aproxima seus lábios de nossa alma

e assopra para fazer som. Tememos que a 

tempestade venha a destruir tudo que está dentro de nós!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s